sexta-feira, 17 de junho de 2016

Jardim de suculentas

Falando um pouco sobre o jardim:

Com mail de 300 vasos, estava muito difícil cuidar devidamente de tudo. Algumas plantas morreram, outras pararam de crescer, outras simplesmente sumiram. Então peguei a maioria delas e plantei num pequeno jardim que tenho aqui em casa. A drenagem é boa e a terra mais ou menos. O sol bate de manhã no inverno e de manhã e no começo da tarde no verão. Para preparar a área, simplesmente retirei as plantas que lá estavam (daninhas, grama e algumas agaves) e dei uma revirada na terra, além da colocar calcário dolomítico para corrigir o pH. Veja algumas fotos:



Depois disso, as plantas cresceram tanto que passei a fazer podas semanais bem drásticas. Se não as fizesse, misturava tudo e as plantas menores ficavam sem sol. Em breve coloco fotos atualizadas.

Plantas no jardim

Há algum tempo atrás fiquei sem tempo de cuidar de todos os vasos que tinha. Então limpei um pequeno jardim que tenho em frente a minha casa e plantei a maioria de minhas plantas lá. Algumas se deram bem, outras nem tanto... Mas essa Faucaria trigrina parece estar gostando. Para que as flores abram, ela precisa de um pouco de sol direto. Com o tempo fechado, as flores não abrem.

sábado, 13 de fevereiro de 2016

De volta ao blog!

Depois de muito tempo sem postar, resolvi ressuscitar o blog. Enquanto penso no que escrever, fiquem com esse lindo cacto que todo ano me apresenta um espetáculo de flores. Até breve!

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Sansevieria trifasciata

Sansevieria trifasciata, da família Rustaceae, talvez seja uma das plantas mais comuns em jardins e vasos aqui no Brasil e, principalmente, em São Paulo. É a famosa "Espada de São Jorge". Na cultura popular é uma das plantas que tira "mau olhado" e é presença obrigatória no "vaso das sete ervas".
É muito resistente e de crescimento rápido. Aceita tanto sol pleno como meia sombra. Vai bem em qualquer tipo de solo. Ou seja: é "pau pra toda obra". Isso faz com que, depois de algum tempo, seja a única planta restante no "vaso das sete ervas"
Existem muitas variedades e cultivares dessa planta. A que eu tenho em casa é essa pequenina, baixinha, mas muito vigorosa, chamada Sansevieria trifasciata "Hahnii".
Veja duas fotos, a primeira da muda que eu plantei num vaso e depois o mesmo vaso após alguns meses. Note que ela tomou todo o vaso com seus brotos laterais.
Um detalhe: essa planta está num local que pega sol o dia todo, com chuva, frio calor, enfim, "no tempo". Muitas vezes eu esqueci dela e fiquei meses sem regar ou adubar.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Haworthias

Haworthias são plantas da família Asphodelaceae, muito resistentes e de aparência "dura".
A maioria pode ser plantada no sol, mas suportam muito bem ambientes com boa iluminação natural e sem sol direto. Isso não quer dizer que ela pode ficar no escuro!
O substrato deve ter boa drenagem (escoar a água rapidamente) e adubações são bem vindas, principalmente se você quer ver flores.
Por falar em flores, elas são pequenas, brancas e não são muito vistosas. Veja:
Abaixo, fotos de algumas espécies de Haworthias que mantenho há alguns anos.

Haworthia renwardtii var brevicula:
Haworthia pumila:
Haworthia limifolia:

Haworthia glauca var glauca:

Haworthia glabrata:

Haworthia cymbiformis variegata:

Haworthia cymbiformis:

Haworthia batesiana:

Haworthia attenuata:

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Senecio stapeliformis

Senecio stapeliformis pertence à família Asteraceae e é uma planta realmente interessante. A minha já tem alguns anos e seu crescimento é muito lento. Ela nunca deu flores. Apesar disso, de vez em quando tenho que replantá-la, pois ela acaba derrubando o vaso! Simplesmente solta brotos por baixo que saem pelos furos do vaso e acabam por deixá-lo bambo. Veja a foto:

Mesmo assim é uma planta com aparência muito agradável e sem muitas exigências. Solo bem drenado e algumas horas de sol por dia são suficientes. Só tome cuidado para não regar demais, pois ela pode apodrecer a partir da base.